Início > Matérias e Artigos, Vídeos > Identidade Sonora do MetrôRio

Identidade Sonora do MetrôRio

Desde o dia 1º de novembro, os clientes puderam acompanhar as mudanças nas estações, trens, bilheterias e máquinas de autoatendimento do MetrôRio. Foi o início da implantação da nossa nova identidade sonora, proposta inovadora que permitirá, com o passar do tempo, que os passageiros associem o som à marca MetrôRio.

A identidade sonora do MetrôRio foi criada com base em pesquisas sobre o perfil do metrô carioca, desenvolvidas pela Zanna Sound – primeira agência de soundbranding da América Latina -, e contou com a colaboração de diferentes profissionais, como publicitários, estatísticos e músicos. Confira o depoimento de Zanna Lopes, Diretora de Criação da Zanna Sound:

A base da nova identidade sonora é a Música Tema da empresa. A partir desse tema, foram extraídos os demais sons que são ouvidos pelos clientes para anunciar as próximas estações, comunicar avisos nas estações, realizar operações nas máquinas de autoatendimento, indicar que as bilheterias estão livres para compra de passagem, entre outros. O arranjo do Tema Musical é composto dos músicos Vittor Santos, Lena Horta, Carlos Cezar, Marcos Molleta e Emerson Mardhine.

A voz do MetrôRio é outra grande mudança, que tem como objetivo humanizar a marca. A nova voz tem sotaque carioca e é mais próxima e acolhedora. Ela será ouvida nos trens, nas estações e no telefone, através da nossa Central de Atendimento.

Ouça aqui o making of do Tema Musical do MetrôRio:

Fonte: http://blog.metrorio.com.br/identidade-sonora-do-metrorio/

  1. Marcelo Macedo
    11/27/2011 às 12:34 AM

    A ideia é ótima, o conceito e a essência bem alinhados; pena que o volume usado no som é altíssimo, incomodando todos os usuários do serviço, ampliando por vezes a irritação quando a composição está completamente lotada ou com o serviço comprometido.

    Qualquer iniciativa é boa quando ela ocorre após o serviço básico está sendo realizado corretamente. Como não é o caso, o trabalho da Zanna Sound – que particularmente sou fã – acaba sendo comprometido pela execução equivocada do pessoal da operação.

    Bem que o gestores precisam entender, definitivamente, que existe uma “pirâmide de Maslow” tácita formada por diversos níveis. Cada nível inferior de serviço (ou expectativa dos atributos do produto) deve ser plenamente contemplado para que só assim o próximo nível seja “admirado” pelo usuário. Assim, o branding é usado como graxa para o engajamento dos colaboradores e como cola para o envolvimento do consumidor com a marca. Definitivamente, o MetrôRio está longe disso. Muito longe…

    Curtir

    • 11/27/2011 às 12:23 PM

      Marcelo<
      esse projeto foi implantado recentemente, é de se esperar que tenha modificações e adequações como qualquer outro projeto, eu gostei da inciativa🙂

      Curtir

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: